fbpx

O surgimento do nome: Café, Sabor e Amor

Tem coisas na vida que são necessárias, outras são dispensáveis, e isso é tão subjetivo e é tão particular! Ah!! E isso é totalmente instável! Essa percepção do que é necessário muda tanto de pessoa pra pessoa, e vai além, na mesma pessoa, essa percepção muda muito ao longo da vida!

Taí uma das coisas que eu adoro nessa vida, a dinâmica dela! A dinâmica que ela exige de nós!

A vida é assim uma eterna montanha russa, um sobe e desce, altos e baixos, e se você que viver bem é melhor aprender a se adaptar. Tem gente que detesta mudança, tem outras que detestam que a vida não mude! Fico com o segundo grupo!

Muito embora todas essas diferenças de gostos e percepções existam e sejam saudáveis, tem coisas na vida que são consideradas necessárias por unanimidade, como, por exemplo, o amor! Quem é que não gosta de amor, de um bom aconchego, e não estou falando só de amor romântico! Falo de amor de mãe, pai, irmãos, amigos, amigos-irmãos, filhos (ah esse é especial) e também, ou principalmente o amor ágape, amor em todas as suas formas! Sentir-se querido, sentir-se amado é fundamental, fundamental é mesmo o amor já dizia a música de Tom Jobim! E também já dizia Lulu Santos, consideramos justa toda forma de amor (hoje estou mais musical que o normal)! E nesta lista de necessidades vitais incluiria alguns outros sentimentos como a alegria e o bom humor!

Já sobre as coisas desnecessárias da vida, hum, aí sim eu vejo muitas divergências de opiniões!! Eu tenho feito um exercício diário para aumentar minha lista de coisas desnecessárias! Quero me libertar ainda de uma infinidade de coisas desse mundo, que analisando bem, não são tão necessárias assim e por isso vou me esforçar para mudá-las de categoria (risos)! Parece que isso ficou um tanto confuso né!? Mas o que quero dizer, é que cada vez mais eu vejo sentido nas relações humanas, nos sentimentos, no convívio com as pessoas, e cada vez menos as coisas materiais me são necessárias! Ainda tenho muitos sonhos e desejos materiais, mas hoje em dia não me mato e nem me desgasto por isso. Luto para me manter, para conseguir suprir alguns caprichos, mas já é claro em minha mente, que o que eu realmente preciso é ser e não ter!

Quem convive comigo sabe que luto pela leveza da vida, por tirar pesos desnecessários, eliminar sentimentos tóxicos e inúteis, e assim vou mudando, assim vivo uma eterna dinâmica interna e externa!

E nessa loucura deliciosa que é viver, criei uma terceira categoria na minha vida, que é das coisas desnecessárias extremamente necessárias para minha felicidade, dentre elas destaco em primeiríssimo lugar o café, depois tem vinho, chocolate, pimenta… bem a lista é um pouquinho extensa, e a resumiria como sendo os “sabores” que me fazem bem. E sabe porque esses sabores me fazem tão bem, pois de uma forma ou outra, eles me trazem relações interpessoais, e cada vez mais, pra mim fica claro que são essas relações que dão sabor a vida.

Então vou sempre fazendo essa auto análise, tenho sempre avaliado o que é necessário, o que é desnecessário, e o que é desnecessariamente necessário (ou seria o inverso???) na minha vida!

Então chego à conclusão que minha atual fórmula da felicidade é essa, café, sabor e amor!!! É bem provável que isso logo mude, pois eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo (parafraseando Raul Seixas)!

Beijos musicais e inspirados pra vocês!!

Tati Goulart