fbpx

Quem me roubou de mim?

Eu queria soltar a voz, escancarar pro mundo quem sou, tudo que vai dentro de mim, mas ainda não consigo! Não plenamente! Não sem uma pitada de inquietação!

Quem roubou minha espontaneidade?

Quem impregnou minha mente com essa preocupação exacerbada, que por mais que eu me esforce, insiste em me aprisionar!?

Quem foi que roubou minha voz de mim?

De onde vem tantas emoções que não são minhas? De onde vem tantos pensamentos que nem meus são!?

Respiro, inspiro, expiro…

Vou descobrindo que tem muitas coisas externas em mim…

Respiro novamente, e começo a ver uma infinidade de coisas em mim, que não são minhas!

Inspiro e expiro mais uma vez, e agora vejo que eu deixei tudo isso entrar! Deixei que levassem minha voz!! Entreguei minha espontaneidade de bandeja!

Escolho então ouvir meu coração como há tempos não ouvia! E me emociono, me deslumbro! Como é lindo me enxergar sem filtros, sem máscaras! Mesmo olhando meus defeitos, minhas sombras, é lindo ver! Ver que tudo isso faz parte das escolhas que fiz, e principalmente da escolha de estar aqui nesse deslumbrante planeta, na grande mãe Gaia, da escolha de estar humano!

É lindo poder lembrar quem sou verdadeiramente em alma, em essência, mesmo sem poder compartilhar muito dessa descoberta, já que poucos compreenderiam!

E como é contraditório voltar ao mundo, voltar ao meio daqueles que por algum tempo acreditei terem me roubado de mim! Como me divido entre minha divindade e minha humanidade! E como é especial ir compreendendo que mesmo na minha humanidade há tanta divindade!

Como é extraordinário me conectar com esse amor incondicional que agora me inunda, e começa a trazer de volta minha voz! Começar a trazer de volta minha espontaneidade!

Como é maravilhoso poder me sentir tão perto minha alma, mesmo sabendo que amanhã pela manhã a esconderei um pouco sob o véu das minhas vestes humanas e realizarei meus papéis nesse mundo!

Sinto extasiada minhas palavras que agora já podem correr livremente, impulsionadas por aqueles que assim como eu tem desejo de liberdade, de felicidade!!!

Inspiro, respiro, sorrio e falo ao mundo todas as loucuras mais insanas que acredito, porque minha cura foi assumir minha loucura, a loucura de apenas Ser!

Beijos de liberdade, amor e luz!

Ane G.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *